Futebol no Cinema

Por Marina Dias

Em época de Copa, tema divide opiniões dos especialistas: dá para fazer um bom filme sobre futebol?

No documentário “Nós que aqui estamos por vós esperamos”, o futebol de Garrincha é comparado à dança de Fred Astaire.

O maior evento futebolístico do mundo está entrando na sua fase mais emocionante, e até mesmo para os amantes do cinema, a sétima arte pode ficar um pouco de lado, para que a Copa do Mundo (que, afinal, só acontece de quatro em quatro anos) receba a devida atenção.

Mas por que não unir as duas paixões em uma só? Na teoria, futebol e cinema deveriam combinar quase o mesmo tanto que futebol e cerveja. No entanto, não há tantas produções cinematográficas sobre o tema, apesar de o futebol aparecer “en passant” em diversos filmes brasileiros e estrangeiros.

Principalmente por ser uma mania nacional, deveria ser um tema muito retratado no cinema do país. Contudo, segundo o cineasta e historiador Ataídes Braga, a produção nacional é pequena sobre o esporte. “Considerando que nós somos a pátria em chuteiras, os registros de futebol deixam a desejar”, afirma. “Mas os que existem são muito significativos em suas épocas”, ressalva.

Ainda segundo Braga, o futebol, quando abordado no cinema nacional, relaciona-se com uma tentativa de compreender a identidade e cultural do país. O foco dos filmes não costuma ser a prática em si. “Futebol é coisa de brasileiro e refere-se à identidade de uma nação. O cinema passa, então, a registrar essas referências”, explica.

Já Victor Melo, organizador do livro “Esporte e Cinema: Novos olhares”, tem uma opinião diferente e afirma que cerca de 165 filmes brasileiros têm alguma referência ao futebol. Ele compara as produções nacionais sobre futebol aos filmes estadunidenses sobre o boxe. “No Brasil, não há muitos filmes de boxe, pois não faz parte da construção da identidade nacional. Daí a presença grande do futebol no cinema brasileiro.”

Divergências à parte, ambos afirmam que não é fácil se captar uma partida de futebol de modo bem feito. Para o cineasta Ugo Giorgetti, diretor dos filmes Boleiros e Boleiros 2, não é possível se produzir um bom filme sobre a prática do futebol em si. “Um grande filme sobre futebol é uma contradição em termos – a partida já é um espetáculo em si. Só tem sentido fazer filme sobre futebol se for sobre alguma coisa que seja única, ou seja, os jogadores.”

Ele acrescenta que é muito difícil filmar ma partida, e que a televisão, para transmitir os jogos, o faz de um modo “careta”. “Para fazer cinema, tem que criar. Entrar no campo para registrar uma partida é difícil. Você se perde na loucura, com muita coisa acontecendo.”

De uma forma ou de outra, o futebol foi sim o protagonista de algumas produções cinematográficas e, se der vontade de ver o esporte fora do frenesi da Copa do Mundo, ai vão alguns filmes sobre tema:

-Linha de Passe (2008)
-Boleiros 2 (2006)
-O Casamento de Romeu e Julieta (2005)
-Garrincha, a Estrela Solitária (2005)
-Gol! (Goal! The Dream Begins) (2005)
-Driblando o destino (Bend it like Beckham) (2002)
-Boleiros (1998)
-Fuga para a Vitória (Victory) (1981)

Uma resposta to “Futebol no Cinema”

  1. Sempre que eu procura na internet e encontro Blog de qualidade me alegro muito,
    O seu blog é assim, simplesmente um blog de qualidade.
    Eu coloquei o seu link no meu blog e se possivel coloque o meu aí,.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: