Arquivo para junho, 2010

Futebol no Cinema

Posted in Cultura, Esportes on junho 26, 2010 by Henrique André

Por Marina Dias

Em época de Copa, tema divide opiniões dos especialistas: dá para fazer um bom filme sobre futebol?

No documentário “Nós que aqui estamos por vós esperamos”, o futebol de Garrincha é comparado à dança de Fred Astaire.

O maior evento futebolístico do mundo está entrando na sua fase mais emocionante, e até mesmo para os amantes do cinema, a sétima arte pode ficar um pouco de lado, para que a Copa do Mundo (que, afinal, só acontece de quatro em quatro anos) receba a devida atenção.

Mas por que não unir as duas paixões em uma só? Na teoria, futebol e cinema deveriam combinar quase o mesmo tanto que futebol e cerveja. No entanto, não há tantas produções cinematográficas sobre o tema, apesar de o futebol aparecer “en passant” em diversos filmes brasileiros e estrangeiros.

Principalmente por ser uma mania nacional, deveria ser um tema muito retratado no cinema do país. Contudo, segundo o cineasta e historiador Ataídes Braga, a produção nacional é pequena sobre o esporte. “Considerando que nós somos a pátria em chuteiras, os registros de futebol deixam a desejar”, afirma. “Mas os que existem são muito significativos em suas épocas”, ressalva.

Ainda segundo Braga, o futebol, quando abordado no cinema nacional, relaciona-se com uma tentativa de compreender a identidade e cultural do país. O foco dos filmes não costuma ser a prática em si. “Futebol é coisa de brasileiro e refere-se à identidade de uma nação. O cinema passa, então, a registrar essas referências”, explica.

Já Victor Melo, organizador do livro “Esporte e Cinema: Novos olhares”, tem uma opinião diferente e afirma que cerca de 165 filmes brasileiros têm alguma referência ao futebol. Ele compara as produções nacionais sobre futebol aos filmes estadunidenses sobre o boxe. “No Brasil, não há muitos filmes de boxe, pois não faz parte da construção da identidade nacional. Daí a presença grande do futebol no cinema brasileiro.”

Divergências à parte, ambos afirmam que não é fácil se captar uma partida de futebol de modo bem feito. Para o cineasta Ugo Giorgetti, diretor dos filmes Boleiros e Boleiros 2, não é possível se produzir um bom filme sobre a prática do futebol em si. “Um grande filme sobre futebol é uma contradição em termos – a partida já é um espetáculo em si. Só tem sentido fazer filme sobre futebol se for sobre alguma coisa que seja única, ou seja, os jogadores.”

Ele acrescenta que é muito difícil filmar ma partida, e que a televisão, para transmitir os jogos, o faz de um modo “careta”. “Para fazer cinema, tem que criar. Entrar no campo para registrar uma partida é difícil. Você se perde na loucura, com muita coisa acontecendo.”

De uma forma ou de outra, o futebol foi sim o protagonista de algumas produções cinematográficas e, se der vontade de ver o esporte fora do frenesi da Copa do Mundo, ai vão alguns filmes sobre tema:

-Linha de Passe (2008)
-Boleiros 2 (2006)
-O Casamento de Romeu e Julieta (2005)
-Garrincha, a Estrela Solitária (2005)
-Gol! (Goal! The Dream Begins) (2005)
-Driblando o destino (Bend it like Beckham) (2002)
-Boleiros (1998)
-Fuga para a Vitória (Victory) (1981)

Anúncios

Victor Martins e Luciano Moreira no Esportes Pelo Ar.

Posted in ** Meu Portfolio on junho 25, 2010 by Henrique André

Victor Martins (repórter do jornal O Lance) e Luciano Moreira (apresentador do programa Meio de Campo, da Rede Minas) foram os convidados do programa Esportes Pelo Ar do dia 25 de junho.

Siga os jornalistas Victor Martins e Luciano Moreira no Twitter.

O programa Esportes Pelo Ar vai ao ar todos os dias de 20 às 21 horas na Rádio Inconfidência, AM 880.

As Mulheres e o Futebol

Posted in ** Meu Portfolio, Esportes on junho 21, 2010 by Henrique André

O programa Esportes Pelo Ar – do último dia 18 – abordou o polêmico tema Mulher e Futebol. Andreza Gischewski, Renata de Castro, Marina Dias e Gisele Ramos estiveram ao vivo no estúdio da Inconfidência.

Andreza Gischewski é jornalista e faz parte do site Bela da Bola; Gisele Ramos é repórter da TV Reebok; Marina Dias, apaixonada por futebol, é estudante do 7º período de Jornalismo, na UFMG, e tem uma coluna sobre cinema no site FUNtástico. Renata de Castro é repórter do departamento de esportes da Rádio Inconfidência.

Ouça o programa na íntegra:

Bloco 1
Bloco 2
Bloco 3
Bloco 4

O Esportes Pelo Ar é um programa diário que vai ao ar de 20 às 21 horas na Rádio Inconfidência, canal 880AM.

-Apresentação e produção no dia 18/06/2010: Henrique Silva

– Mesa de áudio: Eliezer Ferreira.

– Coordenação do Departamento de Esportes: José Augusto Toscano.

_

França x México

Posted in Terreiro na Copa on junho 17, 2010 by Henrique André

Gol de mão? No jogo da França, vale.

Com Thierry Henry no banco, desta vez quem decidiu o jogo, com as mãos, foi Javier Aguirre, técnico da seleção mexicana e, para surpresa geral do mundo, o gol foi legal! O gol não, os gols. Não entendeu?

Clique na imagem para acessar o blog Terreirão, do globoesporte.com
e acompanhe tudo sobre os outros grupos da Copa de 2010.

Com um primeiro tempo bastante truncado e chato de se ver, França e México foram para o vestiário sem balançar as redes, mas a emoção estava toda guardada para a segunda etapa. Domenech, técnico da França, insistia em deixar no banco aquele que colocou os “Le Bleus” na Copa com um gol ilegal: o atacante Thierry Henry que, no último jogo contra a Irlanda, ajeitou a bola com a mão e carimbou o passaporte para a África do Sul.

Já o técnico mexicano não decepcionou e colocou na partida Hernandez e Blanco. Uma aposta certeira! Ambos marcaram os gols que deram a vitória à “La Tri” e praticamente eliminaram os franceses da Copa das Vuvuzelas. Dois golaços feitos com as mãos do comandante Javier Aguirre.

Assim como em 2002, a França corre o risco de ser eliminada na primeira fase sem marcar gols e o México tem a oportunidade de novamente avançar as oitavas de final, lugar de onde nunca passou. Parafraseando Emiliano Zapata – revolucionário mexicano – que dizia que “é preferível morrer de pé do que viver de joelhos”, digo que, para os franceses, “é preferível morrer com as mãos de Henry do que viver sem gols na Copa”.

A última rodada do Grupo A não promete muitas emoções. Um empate entre México e Uruguai classifica as duas seleções. Já África do Sul e França fazem o jogo do Adeus, apesar que, ambas não estão matematicamente eliminadas o mundial.

“Que me perdoem os franceses, mas, dessa vez, só com as mãos de Deus!”

Uruguai x África do Sul

Posted in Terreiro na Copa on junho 16, 2010 by Henrique André

Em 1950 o “Maracanazo”. Em 2010 o “Vuvuzelazo”.

Desde pequeno ouço meus pais dizendo o que não devemos fazer quando vamos na casa dos outros. Coisas como abrir a geladeira sem permissão, colocar os pés sobre o sofá, falar alto, abrir e mexer em armários e gavetas, dentre algumas outras.

Clique na imagem para acessar o blog Terreirão, do globoesporte.com
e acompanhe tudo sobre os outros grupos da Copa de 2010.

O que vimos hoje no jogo da seleção uruguaia contra a seleção anfitriã da Copa, a África do Sul, pode ser considerado como uma grande falta de educação e bons modos. Assim como na final da Copa de 1950, no Brasil, quando os jogadores da Celeste Olímpica calaram o Maracanã e o país inteiro (fato conhecido como Maracanazo), hoje, os uruguaios calaram o que parecia praticamente impossível: as Vuvuzelas.

Em pleno feriado nacional no país da Copa, os sulamericanos não tomaram conhecimento dos donos da casa e além de abrir a geladeira, colocar os pés sobre o sofá, falar alto e revirar os armários, tiveram a cara de pau de mandar para o chuveiro – mais cedo – um dos moradores da casa: Khune.

Brasileiros:  será que vale a pena incluir os uruguaios na lista de convidados para a festa em 2014? Na minha opinião é melhor deixá-los de fora e, se eles forçarem a barra e invadirem o país do futebol, finalmente pagarão pelos “crimes” que vem cometendo com os donos da casa ao longo dos anos. Pelo menos, é o que garante o Código Penal Brasileiro. “A conduta descrita no art. 150 do Código Penal Brasileiro visa proteger a paz doméstica, resguardando além da tranqüilidade do lar, a segurança de seus habitantes, garantindo ao individuo a plena liberdade dentro de sua casa, protegendo-o assim de quaisquer intervenções indesejadas”.

Fica a dica!

Antônio Melane e Thiago de Castro no Esportes Pelo Ar.

Posted in ** Meu Portfolio on junho 15, 2010 by Henrique André

Antônio Melane (repórter do jornal Estado de Minas) e Thiago de Castro (repórter do jornal O Lance) foram os convidados do programa Esportes Pelo Ar do dia 15 de junho.

Conheça o Blog do Melane e também o site Lancenet.

O programa Esportes Pelo Ar vai ao ar todos os dias de 20 às 21 horas na Rádio Inconfidência, AM 880.

98 Futebol Clube no Esportes Pelo Ar

Posted in ** Meu Portfolio on junho 14, 2010 by Henrique André

Igor Assunção, Natália de Sá e Mário Alaska – do programa 98 Futebol Clube, da Rádio 98FM – foram os convidados do Esportes Pelo Ar do dia 14 de junho.

Siga os integrantes do 98 Futebol Clube no Twitter.  Igor Assunção, Mário Alaska e Natália de Sá.

O programa Esportes Pelo Ar vai ao ar todos os dias de 20 às 21 horas na Rádio Inconfidência, AM 880.