O “lar doce lar” de Carlos Eugênio Simon.

… o homem que vive na geladeira.
O árbitro Carlos Eugênio Simon, que provavelmente representará o Brasil na Copa de 2010, parece que já está se preparando para enfrentar as baixas temperaturas que encontrará na África do Sul…
simon– –
Não entendeu?

Apesar de já ter apitado cinco finais de Brasileiros, três finais da Copa do Brasil, uma final da Copa dos Campeões, uma decisão do Mundial Interclubes, e de ser o provável representante brasileiro na próxima Copa do Mundo, a terceira de sua carreira, o árbitro Carlos Eugênio Simon foi, mais uma vez, “mais importante que o espetáculo”.

Após mais uma lambança em jogos decisivos, desta vez na partida entre Fluminense x Palmeiras, Simon foi mandado novamente para a “geladeira” [termo utilizado na gíria do futebol, quando o árbitro é afastado de suas atividades pela comissão de arbitragem].

Confira outras lambanças do gaúcho:
Fonte: Lancenet

Itália x Gana – Copa do Mundo 2006
Simon não foi duramente contestado apenas no Brasil. Em sua segunda Copa do Mundo, o gaúcho deixou de marcar um pênalti claro para Gana no duelo contra a Itália, quando o volante De Rossi derrubou Asamoah Gyan. A partida estava 1 a 0 para a Azzurra, que veio a marcar o segundo gol nos acréscimos.

Botafogo x Atlético-MG – Copa do Brasil 2007
Após empatarem sem gols no jogo de ida, os alvinegros carioca e mineiro decidiram no Maracanã uma vaga para as semifinais do torneio. O empate com gols classificaria o Galo. O jogo estava 2 a 1 para o Botafogo quando o zagueiro Alex Bruno derrubou o meia Tchô com um carrinho dentro da área nos acréscimos do segundo tempo. Sem qualquer tipo de obstrução no campo de visão e a poucos metros do lance, Simon ignorou a infração e mandou o jogo seguir, para o desespero e revolta dos atleticanos. O árbitro teve de sair escoltado do campo.

Libertad (PAR) x Estudiantes (ARG) – Libertadores 2009
Em lambança que gerou revolta nos paraguaios, Simon apitou um pênalti inexistente do zagueiro Samudio sobre Cristian Angeleri. A marcação provocou protestos do técnico do Libertad, Javier Corrente, que disse que o gaúcho “roubou” seu time e que a arbitragem havia sido “um desastre”. Simon foi cercado pelos jogadores após o duelo e quase foi agredido. (MAIS)

… eleito várias vezes o melhor do país, Simon é o retrato da péssima arbitragem brasileira..

2 Respostas to “O “lar doce lar” de Carlos Eugênio Simon.”

  1. Fellipe Guimarães Says:

    PS: O jogo entre Flamengo e Cruzeiro citado na reportagem do Lance! entra na conta positiva de Simon. Não foi pênalti em cima do Tardelli, como as imagens da EPSN Brasil mostraram na época. O resto, sem dúvida, ele errou!

  2. Eu acho que ele foi certo, mas a midia quer porque quer o titulo fique em Sao Paulo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: