Arquivo para maio, 2009

Futebol sob medida.

Posted in Esportes, Um Pouquinho de Tudo on maio 31, 2009 by Henrique André

Untitled-1

Conheça as medidas oficiais de um campo de futebol:

  1. 11 metros
  2. 5,5 metros
  3. 11 metros [Distância do Pênalti]
  4. 9,15 metros
  5. 40,3 metros
  6. 5,5 metros [Pequena Área]
  7. 15,5 metros [Grande Área]
  8. 90 — 120 metros [Linha Lateral]
  9. 45 — 90 metros [Linha de Fundo]
  10. 1 metro [Quarto de Círculo]
  11. 9,15 metros

Observações:

  • Todas as linhas terão uma largura de no máximo 12cm.
  • Em cada área penal [grande área]  será marcada uma marca penal, a 11m de distância do ponto médio da linha entre os postes e eqüidistantes dos mesmos.
  • O campo de jogo será retangular. O comprimento da linha lateral deverá ser superior ao comprimento da linha de fundo.
  • Partidas Internacionais: Comprimento mínimo  – 100m; máximo 110m. Largura mínima – 64m; máxima 75m.

* Essas e outras  informações e regras de futebol você encontrará nos links abaixo:

Cooperativa do Fitness.
Confederação Brasileira de Futebol.
Fédération Internationale de Football Association [FIFA].
Coluna do Arnaldo César Coelho.

Agora é passar a cal, aparar a grama e o palco estará pronto para o espetáculo!

Imagem (depressiva) do dia.

Posted in Imagem do dia on maio 30, 2009 by Henrique André

Milhões de pessoas no mundo inteiro sofrem com esse sério problema de saúde…

depressaonapista2


“Depressão é uma desordem psiquiátrica muito mais freqüente do que se imaginava. Estudos recentes mostram que 10% a 25% das pessoas que procuram os clínicos gerais apresentam sintomas dessa enfermidade. Essas porcentagens são semelhantes ao número de casos de hipertensão e infecções respiratórias que os clínicos atendem em seus serviços. Ao contrário dessas doenças, entretanto, eles não costumam estar preparados para reconhecer e tratar depressões.
Para caracterizar o diagnóstico de depressão, foi criada a tabela de abaixo. Nela, cinco ou mais dos sintomas relacionados devem estar presentes. Dentre eles, um é obrigatório: estado deprimido ou falta de motivação para as tarefas diárias, há pelo menos duas semanas”.

[Artigo do Dr.Drauzio Varella]

* Quer saber mais sobre a depressão? Clique Aqui.

A prática de esportes dentro das escolas.

Posted in ** Meu Portfolio, Esportes on maio 30, 2009 by Henrique André

Foi-se o tempo em que o aluno ia para a escola apenas para resolver equações matemáticas e interpretar textos. As escolas de esportes ganharam espaço e muitos adeptos.

Ser atleta da equipe de esportes é uma tarefa que exige disciplina e comprometimento. “Os treinos técnico-táticos acontecem de duas a quatro vezes por semana, durando 90 minutos cada sessão. Há também o treino físico, porém a duração depende de cada modalidade e categoria, aproximadamente duas vezes por semana e 45 minutos por sessão”,  explica Isa Gomes, professora de Educação Física do Colégio Magnum.

Os alunos que não fazem parte das equipes, praticam diferentes atividades durante as aulas de Educação Física. Esportes tradicionais como futsal, basquete, voleibol e peteca; danças, lutas, jogos, brincadeiras, esportes diferenciados, como futebol americano, basebol, atletismo, e ginástica (artística, Rítmica, de academia), entre outras, fazem parte das aulas.

gabriel-domeniconi-na-linha-de-chegadaO Atleta Gabriel Domeniconi é o único atleta patrocinado pelo Instituto Efigênia Vidigal e apresenta grandes resultados no circuito mineiro de Mountain Bike. Mas a escola também oferece para seus alunos esportes como Futsal, Handebol, Basquete, Voleibol e Capoeira, sendo os treinos realizados duas vezes por semana com uma hora de duração cada.
Nos dois colégios visitados, os alunos precisam ter um bom rendimento dentro de sala de aula, entretanto, isso não é visto como parâmetro para determinar a permanência deste na equipe.

O incentivo das escolas já rendeu bons frutos, como é o caso de Luciana Maria Dionízio, goleira da Seleção sub20 de futebol; Amanda Ladeira, Seleção Brasileira Juvenil de Handebol; Wesley Aparecido de Freitas, Seleção Brasileira Cadete de Handebol, dentre outros muitos exemplos.

* Conheça o site da Federação Brasileira de Handebol.

* Conheça o site Mountain Bike BH.

A cada braçada uma medalha…

Posted in ** Meu Portfolio, Esportes on maio 29, 2009 by Henrique André

Fico extremamente empolgado quando conheço histórias como a da Ilva Nogueira Andrade, 65 anos, mãe de duas filhas e avó de quatro netos. Ela tinha muito medo de entrar numa piscina, mas ao mesmo tempo admirava as pessoas que sabiam nadar. “Eu não tinha coragem nem de chegar na beira da piscina”, diz. Ilva resolveu então encarar seu grande medo e se inscreveu num curso de natação do Corpo de Bombeiros. De lá pra cá se passaram 42 anos e 346 medalhas acumaladas.

ilva medalhas2

Ilva lembra de algumas viagens e das competições das quais participou e chega as lágrimas ao se lembrar da mais especial, quando conheceu uma pessoa que virou seu namorado e com quem passou momentos inesquecíveis, mas que infelizmente faleceu há cinco meses atrás, devido a um câncer.  Ela diz que se não fosse o esporte, estaria com a saúde debilitada e que sua vida seria ficar dentro de casa comendo e dormindo, e que para aguentar a rotina de treinos, é preciso fazer uma dieta rígida, evitar refrigerantes, carnes gordas  e nada de tomar aquela cervejinha antes das competições, e ainda manda um recado para as pessoas que não praticam esportes: “Não fumem, não bebam e procurem um esporte imediatamente, e se possível, que seja a natação”, diz.

Ouça a entrevista completa com Ilva Nogueira Andrade dia 06 de Junho, no programa jogo de cintura, da Rádio Inconfidência: Clique Aqui.

* Informações sobre a natação? Clique Aqui.

* Informações sobre esportes aquáticos? Clique Aqui.

* Notícias factuais da natação? Clique Aqui.

Murphy também é seu amigo?

Posted in Humor, Um Pouquinho de Tudo on maio 28, 2009 by Henrique André

Você com certeza já deve ter escutado várias vezes alguém dizendo que “se alguma coisa pode dar errado, com certeza ela dará” ou que “nada é tão ruim que não possa piorar”. Essas são algumas das Leis de Murphy que conhecemos. Ninguém está livre de um daqueles dias que nada dá certo. Eu falo por experiência própria. Assista:

Abaixo estão listadas  cinco Leis de Murphy:

1. Se alguma coisa pode dar errado, dará. E mais, dará errado da pior
maneira, no pior momento e de modo que cause o maior dano possível.
2. Um atalho é sempre a distância mais longa entre dois pontos.
3. Nada é tão fácil quanto parece, nem tão difícil quanto a explicação do manual.
4. Tudo leva mais tempo do que todo o tempo que você tem disponível.
5. Se há possibilidade de várias coisas darem errado, todas darão – ou a que causar mais prejuízo.


* As 100 melhores Leis de Murphy: Clique Aqui.

* Conheça a definição e algumas das Leis de Murphy.

* Saiba quem foi Edward Murphy: Clique Aqui.

E você? Tem alguma história interessante, na qual a Lei de Murphy esteve presente na sua vida?

Aluno é Cliente?

Posted in ** Meu Portfolio, Um Pouquinho de Tudo on maio 28, 2009 by Henrique André

A relação entre escolas e alunos se transformou em um contrato comercial? De acordo com Terezinha Câmara, pedagoga do Colégio Magnum, “a escola presta serviços educacionais, mas sua responsabilidade vai muito além do comercial, pois não se pode pensar em educação sem a formação integral do aluno”.

Ao taxarmos os alunos como clientes das escolas, talvez defendamos a máxima de que “o cliente tem sempre razão”, logo, o insucesso escolar nunca seria culpa do aluno, mas sempre da escola que não lhe forneceu os instrumentos ideais que atendessem as suas necessidades. “O produto ideal para o êxito não existe. Existe sim o esforço em conseguir aquilo que se quer. Ninguém aprende por osmose. É preciso estudar. A escola deve fazer seu papel oferecendo bons professores, métodos de ensino, bibliotecas e laboratórios. Ao aluno cabe o interesse em aprender e a dedicação aos estudos. Aos pais cabe orientar e cobrar essa dedicação, bem como fiscalizar a escola naquilo que ela oferece. Mas a responsabilidade do aluno jamais deve ser descartada. Assim não consigo ver o aluno como cliente. É uma visão distorcida da realidade. Muitos pais preferem jogar na escola a culpa de sua incompetência em criar, orientar e exigir dos filhos um bom desempenho escolar”, afirma Marcos Graciano Costa, pai de três alunos do Instituto Efigênia Vidigal.

Ivaneide Rosa, professora de Língua Portuguesa do Colégio Magnum, também discorda dessa concepção de clientela e de total
responsabilidade da escola na formação do aluno, e assim como Marcos Costa, acredita que o sucesso dos serviços prestados pela escola depende também do envolvimento, da dedicação e do empenho dos estudantes.
Untitled-2E na relação entre os professores e alunos? Será que ainda existe um convívio de respeito, de compromisso e de interesse entre ambas as partes, ou restou apenas um relacionamento profissional? “É muito difícil não existir afeto entre ambas as partes, já que o professor e o aluno têm um contato diário, mas existem aqueles que encaram o professor como um mero empregado. Esta visão geralmente vem de casa, e é passada pelos pais” – diz Roza Martins, aluna do terceiro ano do Instituto Efigênia Vidigal.

Esta visão mercantil da compra do conhecimento entra em desacordo com a natureza familiar que deveria existir dentro das escolas. “A relação ensino/aprendizagem e professor/aluno/família sempre deve envolver afeto, compreensão, flexibilidade e confiança. Os profissionais precisam ser muito mais do que repassadores de conhecimentos, e devem conhecer o sujeito aprendiz na sua individualidade”, afirma a pedagoga Terezinha Câmara.
A pedagoga ainda acrescenta que, quanto aos conteúdos dados em sala de aula, esses “devem ser aplicados ao cotidiano, de maneira afetiva, sendo o diálogo uma das maneiras de formar cidadãos críticos, capazes de atuar na sociedade com competência, autonomia e integridade. A educação é para ser aplicada na vida e não apenas na hora das provas”.

A aluna Marina Wanderley, do terceiro ano do Instituto Efigênia Vidigal, acredita que “as escolas estão ensinando como se estivessem realizando uma transação comercial, e os alunos tornaram-se apenas nomes, que se tornam números. Nesse processo, o ano letivo acaba sem que se estabeleça qualquer conhecimento que não advenha de fórmulas matemáticas” – fazendo menção a necessidade exclusiva de se preparar os alunos apenas para passarem no vestibular.

* Colégio Magnum Agostiniano – Site Oficial.
* Colégio Efigênia Vidigal – Site Oficial.

Amar a cidade radicalmente e se aventurar.

Posted in ** Meu Portfolio, Esportes, Um Pouquinho de Tudo on maio 27, 2009 by Henrique André

Enxergar a cidade por um outro ângulo é um dos maiores objetivos da campanha “Eu amo BH radicalmente”. Criada em 2006 pela empresa Belo Horizonte Convention & Visitors Bureau, a campanha se alastrou rapidamente devido ao forte apoio da mídia e de alguns artistas, e principalmente, pela aceitação do público mineiro.  Nela, a cidade calma e tranqüila é vista como a capital da adrenalina e da novidade, e mais: a capital dos movimentos social, ecológico e cultural passa a ser também a dos esportes radicais e da aventura. “A palavra “radicalmente” não diz respeito apenas aos esportes radicais, ela é muito mais ampla e está ligada à intensidade, a maneira de se amar Belo Horizonte”, afirma a BHCVB.

_Skate

A natureza rica e diversificada, com belas montanhas e cachoeiras, matas e trilhas, lagos, parques e muitas áreas verdes, foi a grande inspiração da empresa para criar uma outra campanha, a “BH 360º”. Trata-se de um circuito de esportes radicais, criado em maio de 2006, com o intuito de fortalecer o turismo na capital.  Desde sua criação, o “BH 360º” já reuniu mais de 50 provas, de diversas modalidades: trekking, vôo livre, super-moto, motocross, skate, escalada, speed downhill, wakeboard, bike, arrancada, rally, corrida de aventura, dentre outras. O circuito “BH 360º” acontece em Belo Horizonte e em algumas cidades próximas, como Betim, Brumadinho, Caeté, Congonhas, Lagoa Santa, Mariana, Sabará, Rio Acima, Nova Lima, dentre outras.

Para garantir a continuidade e o crescimento do projeto, foi criada a Associação BH 360º, que reúne federações, associações, clubes, prefeituras, empreendedores e promotores de eventos de esportes radicais e turismo de aventura.

De acordo com a Belo Horizonte Convention & Visitors Bureau, as 53 provas do circuito 2006, ano de criação, reuniram um público superior a 38.000 pessoas (participantes e expectadores).  _Voo

Além de captar eventos e trazê-los para Belo Horizonte, a BHCVB autorizou algumas de suas mantenedoras a vender alguns produtos com a marca de suas campanhas. Por tratar de uma empresa privada, a Belo Horizonte Convention & Visitors Bureau não tem fins lucrativos, por isso licenciou o comércio de camisas, adesivos, e cartucheiras, feito por lojas autorizadas. A empresa acusa o comércio informal e até bancas de jornais e revistas de piratear os produtos licenciados e de plagiar a marca, criando outros produtos. Mas de acordo com a diretoria da BHCVB, essa é a imagem mais evidente do sucesso das campanhas.

A Belo Horizonte Convention & Visitors Bureau, criada em 1997, já captou mais de 250 eventos, que trouxeram para Belo Horizonte aproximadamente 650 mil pessoas, além de apoiar mais de 300 eventos realizados na cidade, que tiveram a participação de mais de um milhão de pessoas. Outros 130 eventos no país e no exterior, foram usados para divulgar e promover a cidade.

_EscaladaBelo Horizonte é uma cidade jovem que guarda com muita fidelidade todos os traços da antiga tradição mineira. Uma cidade que apresenta contrastes entre o tradicional e o moderno, entre a construção de grandes edifícios e a restauração de casarões antigos, e principalmente, entre o caos de uma metrópole e a paz de uma natureza rica e diversificada. São esses ingredientes que fazem de BH uma capital charmosa e bastante atraente para o turismo. Além disso, fatores como localização, segurança, hospitalidade e infra-estrutura, ajudam Belo Horizonte a se tornar, de forma constante e sustentável, a principal capital do Brasil na realização de diversos tipos de congressos e eventos.

Localizada no centro do país, Belo Horizonte interliga todos os estados e por isso se torna um local de fácil acesso. A cidade está a 434 KM do Rio de Janeiro, 586 KM de São Paulo, 716 KM de Brasília e 1.372 KM de Salvador. Possui estradas e ferrovias que ligam aos principais centros do país e recebe vôos nacionais e internacionais no aeroporto de Confins e vôos nacionais e regionais no aeroporto da Pampulha.

* Site da Belo Horizonte Convention Visitors Bureau.

*Site BH 360º.